Economia

Mercado fitness movimenta economia brasileira

 

O Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de academias, com mais de 33.000 estabelecimentos registrados pela Acad (Associação Brasileira de Academias). O país é o maior no setor da América Latina, perdendo apenas para os Estados Unidos e ficando à frente de países como Alemanha, México e Reino Unido, segundo o IHRSA Global Report 2015. Mas, a cada ano que passa, os espaços fitness estão se multiplicando no Brasil, visto que em 2010 o país apresentava menos do que a metade dos dias de hoje, cerca de 15.00 academias.

Dados do Ministério do Esporte lançados no Diagnóstico Nacional do Esporte sobre os motivos de praticar exercícios físicos . Por Mirela Massinatore.

As pesquisas indicam que o mercado das academias no Brasil movimentam aproximadamente US$2,5 bilhões, com seus 8 milhões de usuários. Deles, 50,4% são representados pelas mulheres. ‘’Percebo que a procura vem crescendo a cada ano, principalmente em relação aos exercícios funcionais. As pessoas estão mais preocupadas com a saúde, mas principalmente, com a cópia, de estar parecido com aquela celebridade que ela segue nas redes sociais’’, disse Cynthia Porreca, proprietária de uma academia voltada para exercícios funcionais.

Diversos fatores influenciam no aumento repentino das academias no Brasil. De acordo com os dados da Acad, 36,30% dos entrevistados praticam atividade física para a melhora da qualidade de vida e bem estar. ‘’Os benefícios são diversos, desde benefícios à saúde e qualidade de vida, até à vida social das pessoas. A academia ajuda a criar vínculos e fazer novas amizades’’, apontou João Pedro Fidalgo, educador físico.

Jovens praticando exercícios físicos em uma academia na RMC. Foto: Mirela Massinatore.

Mas, para o empresário João Pedro Lourenção, a busca pela estética perfeita é o que move o mercado fitness. ‘’Os brasileiros, principalmente os jovens, estão cada vez mais preocupados com a aparência física, muito mais do que com a própria saúde. Então, eles procuram academias ou praticam esportes com o objetivo de terem o corpo perfeito’’, afirmou o empresário. (Orientação Rosemary Bars)

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Veja mais matéria sobre Economia

Mercado pet cresce para atender demanda


56% das casas de Campinas possuem animais de estimação


Cresce o número de e-books


Apesar da tecnologia, leitores preferem o modelo físico de livros


Americana tem queda no número de indústria têxtil


Números de industrias do setor representa 3,42% do total de empresas na cidade


Jovens encontram forma criativa para investir


Muitos jovens encontraram no empreendedorismo uma fonte de renda


Desemprego cresce cerca de 3% em Campinas


Desemprego aumenta na cidade e chega à 24.727 pessoas sem trabalho


Balança comercial da RMC tem déficit no primeiro semestre


Cidades da região importaram quase três bilhões de dólares a mais do que exportaram



Pesquise no digitais

Siga – nos

Leia nossas últimas notícias em qualquer uma dessas redes sociais!

Campinas e Região


Trânsito em Campinas

Mais Acessadas

Facebook

Expediente

Digitais é um produto laboratorial da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, com publicações desenvolvidas pelos alunos nas disciplinas práticas e nos projetos experimentais para a conclusão do curso. O layout foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE) da instituição. Alunos monitores/editores de Agosto a Dezembro de 2017: Breno Behan, Breno Martins, Caroline Herculano, Enrico Pereira, Giovanna Leal, Láis Grego, Luiza Bouchet, Rafael Martins. Professores responsáveis: Edson Rossi e Rosemary Bars. Direção da Faculdade de Jornalismo: Lindolfo Alexandre de Souza.

Assinar por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar e receber notificações de novas publicações por e-mail.