Tecnologia

Sistema digital reúne saúde, tecnologia e praticidade

Os estudantes de Desenvolvimento e Análise de Sistemas, e técnicos de informática, Gustavo Benato, de 18 anos, e Raíssa Versolatto Faccioli, também de 18 anos, desenvolveram um sistema para carteira de vacinação digital, a Vitae. O projeto foi construído para conclusão do curso técnico de informática da ETEC Polivalente de Americana (SP).

O software, a princípio desenvolvido para desktop, tem a finalidade de operar nos postos de vacinação (públicos ou particulares), gerenciando a forma com que as vacinas são aplicadas no paciente, além de indicar quais e em que doses cada pessoa deve tomar. O objetivo é facilitar o atendimento, além de agilizar filas de espera e tornar o processo de vacinação menos burocrático. “Hoje precisamos portar aquela carteirinha de vacinação de papel, com diversos registros das vacinas que já tomamos. Com nosso projeto, a gente quer tornar os dados recuperáveis e de fácil acesso. O papel se deteriora e para retirar uma segunda via tem um processo burocrático”, diz Raíssa.

Gustavo Benato, um dos desenvolvedores do projeto, mostra como funciona o sistema para desktop. Foto: Gabriela Cunha

Segundo Gustavo Benato, a finalidade da carteira digital é bem simples. “Iintegra o que você tem hoje no papel, um sistema para o posto de saúde melhorar no atendimento”, fala. O próprio nome escolhido para o sistema remete à finalidade dele: Vitae, que em latim significa Vida.  O Brasil ocupa hoje, uma das melhores posições de erradicação de doenças, segundo a Organização Mundial da Saúde, por conta do calendário básico de vacinação.

O projeto conquistou o 1º lugar na categoria Ciências Exatas, na Expotec (Exposição Cultural e Tecnológica) da ETEC Polivalente de Americana, no final de 2016, o terceiro lugar na categoria Ciências Exatas e da Terra, na Feira de Tecnologia da 3M, em Sumaré, em novembro de 2016, e ainda recebeu dois prêmios na Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), em março desse ano, que foram: o quarto lugar na categoria Ciências Exatas e da Terra, e o Prêmio Intel em Excelência da Computação.

Os alunos apresentaram o projeto em uma UBS (Unidade Básica de Saúde) de Americana e para representantes da Secretaria de Saúde da cidade. Porém, por meio de nota, a Assessoria de Impressa da Prefeitura disse que a implantação foi considerada inviável por haver a obrigatoriedade do envio de todos os dados sobre vacinação.

Hoje, o projeto está passando por uma fase de ‘reparo’, e da criação do aplicativo mobile, que permitirá que as pessoas acessem a carteirinha de vacinação pelo celular. “O projeto está na parte de otimização do desktop, que a gente chama de ‘parte de tratamento de erro’, que é corrigir os erros que foram imperceptíveis durante a criação do sistema para o computador”, disse Benato Além disso, pretendem construir um aplicativo para celular. O usuário será notificado sobre as vacinas que precisam ser tomadas, além de poder visualizar todas as doses que já foram aplicadas.

(Orientação Rosemary Bars)

Por Gabriela Cunha


Veja mais matéria sobre Tecnologia

TI ganha destaque entre empresas da Unicamp


Empresas -filhas da Unicamp crescem 14% em relação ao ano anterior


Crescimento no mercado de aplicativos em Campinas


Na cidade, o aumento da demando por aplicativos foi de 29,24%


Campinas tem novos pontos de Wi Fi gratuito


Acesso à internet facilita a mobilidade dos moradores da cidade


Jovens aderem aos aplicativos de carona


Aplicativos são uma alternativa para gastar menos e economizar


Aplicativos ajudam idosos e deficientes a usarem celular


CPqD Facilita promove a inclusão de idosos e deficientes no mundo virtual


Animais abandonados recebem microchips


Animais de rua de Campinas recebem microchips para facilitar o acompanhamento de adoção



Pesquise no digitais

Siga – nos

Leia nossas últimas notícias em qualquer uma dessas redes sociais!

Campinas e Região


Trânsito em Campinas

Mais Acessadas

Facebook

Expediente

Digitais é um produto laboratorial da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, com publicações desenvolvidas pelos alunos nas disciplinas práticas e nos projetos experimentais para a conclusão do curso. O layout foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE) da instituição. Alunos monitores/editores de Agosto a Dezembro de 2017: Breno Behan, Breno Martins, Caroline Herculano, Enrico Pereira, Giovanna Leal, Láis Grego, Luiza Bouchet, Rafael Martins. Professores responsáveis: Edson Rossi e Rosemary Bars. Direção da Faculdade de Jornalismo: Lindolfo Alexandre de Souza.

Assinar por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar e receber notificações de novas publicações por e-mail.