Tecnologia

Aplicativo digital do SAMU auxilia deficientes auditivos

(6º semestre)

Para usar o aplicativo é necessário ser cadastrado no Programa Bem Acessível

O Tecla SAMU, aplicativo oficial do 192 da Prefeitura de Campinas, é uma oportunidade de autonomia para os mais de 48 mil deficientes auditivos que residem na cidade. Idealizado pelo coordenador do SAMU, José Roberto Hansen, o objetivo é atender a demanda de pacientes em caso de emergência. “Há quatro anos tentamos uma parceria, preocupados com o fato de ser a única categoria de deficientes que não tinha esse acesso ao SAMU”, afirma.

Desenvolvido juntamente com a empresa de dispositivos Nearbee, para acessar é necessário ser cadastrado no Programa Bem Acessível (https://bem-acessivel.campinas.sp.gov.br/login.php) e comprovar ser portador de deficiência. Ao acionar a ajuda, o processo de comunicação leva cerca de 30 segundos. O CEO da empresa, Felipe Fontes, diz que o SAMU recebe imediatamente identificação do paciente, ficha médica e localização exata da emergência do usuário.

Foto: Bruna Said Miguel

O médico Hansen solicitou para a Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Cidadania um curso de Libras com noções básicas da área de saúde, focado no atendimento de pessoas socorridas. A iniciativa deve-se ao fato de que a acessibilidade não se dá apenas no uso do aplicativo, mas no atendimento final para ajudar o deficiente auditivo em situação de urgência. Para o desenvolvimento do aplicativo, também houve a participação da Assucamp (Associação dos Surdos de Campinas) que colaborou com a linguagem para comunicação.

A Naerbee, empresa que desenvolveu o aplicativo, foi criada por Felipe Fontes, ex aluno da PUC-Campinas. A empresa começou como um projeto social, em um momento de grande incidência de casos de violência contra a mulher pelo Brasil, inclusive nos arredores da Unicamp. Atualmente ele desenvolve soluções para empresas e governos através de aplicações e dispositivos.

Hoje o aplicativo está disponível apenas para Android, mas já está em processo de liberação para iOS.

(Orientação Rosemary Bars)

 

Por Bruna Said


Veja mais matéria sobre Tecnologia

TI ganha destaque entre empresas da Unicamp


Empresas -filhas da Unicamp crescem 14% em relação ao ano anterior


Crescimento no mercado de aplicativos em Campinas


Na cidade, o aumento da demando por aplicativos foi de 29,24%


Campinas tem novos pontos de Wi Fi gratuito


Acesso à internet facilita a mobilidade dos moradores da cidade


Jovens aderem aos aplicativos de carona


Aplicativos são uma alternativa para gastar menos e economizar


Aplicativos ajudam idosos e deficientes a usarem celular


CPqD Facilita promove a inclusão de idosos e deficientes no mundo virtual


Animais abandonados recebem microchips


Animais de rua de Campinas recebem microchips para facilitar o acompanhamento de adoção



Pesquise no digitais

Siga – nos

Leia nossas últimas notícias em qualquer uma dessas redes sociais!

Campinas e Região


Trânsito em Campinas

Mais Acessadas

Facebook

Expediente

Digitais é um produto laboratorial da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, com publicações desenvolvidas pelos alunos nas disciplinas práticas e nos projetos experimentais para a conclusão do curso. O layout foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE) da instituição. Alunos monitores/editores de Agosto a Dezembro de 2017: Breno Behan, Breno Martins, Caroline Herculano, Enrico Pereira, Giovanna Leal, Láis Grego, Luiza Bouchet, Rafael Martins. Professores responsáveis: Edson Rossi e Rosemary Bars. Direção da Faculdade de Jornalismo: Lindolfo Alexandre de Souza.

Assinar por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar e receber notificações de novas publicações por e-mail.