Os primeiros desafios para uma Campinas melhor

Saúde, educação e mobilidade são as principais dificuldades, segundo a população


O principal desafio para Campinas até 2025 é melhorar a qualidade do atendimento na saúde pública. Esse é o resultado da pesquisa que o Digitais realizou com internautas, revelando que 74,51% está preocupado com a estrutura médico hospitalar oferecida hoje pelo SUS  (Sistema Único de Saúde) e pelas UPA’S (Unidades de Pronto Atendimento). O segundo desafio para os administradores municipais é a educação básica, com 60,78%, seguido da mobilidade urbana, em especial a qualidade do transporte público, com 49,02% das respostas.

Três opções mais votadas nos desafios de necessidades básicas. Gráfico: Giovanna Leal

A pesquisa

Priorizar essas três áreas responde a pergunta Qual Campinas queremos?, norte da série de reportagens sobre os 25 DESAFIOS PARA 2025, tendo o jornalismo como palco das discussões para uma sociedade melhor. E, nesse debate, a primeira iniciativa foi perguntar aos moradores e internautas quais os setores prioritários que devem receber a atenção dos agentes públicos e da própria comunidade, que tem como responsabilidade a participação nas questões locais por meio da criação de uma agenda que abre o debate para transformar Campinas, por meio da multiplicidade e da pluralidade de vozes, olhares e opiniões.

Com esse propósito, o Digitais, veículo de comunicação da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, inicia a partir de hoje a pautar os temas que afetam a qualidade de vida no município por acreditar que começa a ser esculpida hoje o tipo de cidade para daqui a sete anos e meio – tempo suficiente para a transformar o destino das próximas gerações.

A pesquisa contou com duas etapas de votação em múltipla escolha, abordando vinte e sete questões de assuntos graves, considerados necessidade básica para a população, e trinta questões de assuntos variados, voltados a cultura, entretenimento e informação. O internauta deveria escolher cinco opções em cada uma das etapas.

 

Mais resultados

A pesquisa Qual Campinas queremos? também apontou que o interesse do campineiro em ampliar o investimento na área da cultura, espaço e apoio à música, com 43,14% das respostas, ao teatro e dança, com 37,25%, além de se ampliar as discussões e temas relacionados a mulher, 31,37% dos votos.

 

Três opções mais votadas nos desafios de variedades. Gráfico: Giovanna Leal

Os três desafios mais votados nas duas categorias são apenas o primeiro passo para uma Campinas melhor. Aqui você confere todos os temas votados e confere quais serão os próximos desafios.

Gráficos completos , respectivamente, das opções de necessidades básicas da cidade e de variedades voltadas para entretenimento, lazer, cultura e informação. Gráficos: Giovanna Leal

O compromisso do Digitais, em propor debates com a sociedade campineira, atende aos princípios da ONU em estimular a criação de uma Nova Agenda Urbana, resultado da conferência Habitat III, realizada em 2016, com a divulgação de um “documento orientado à ação que estabelece padrões globais para o desenvolvimento urbano sustentável, repensando a forma como construímos, gerenciamos e vivemos nas cidades”. Sua meta de médio prazo é “tornar as cidades inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis”. A série 25 DESAFIOS PARA 2025 será pautada por esses quatro objetivos: a transformação de cada cidade em espaços mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Um trabalho que será realizado pelos alunos-jornalistas da PUC-Campinas, por meio de trabalhos realizados nas disciplinas práticas laboratoriais, em reportagens que serão produzidas ao longo de 2018 e 2019.

Foto de capa: Ana Carolina Haddad


Veja mais matéria sobre Desafios para 2025

Digitais lança debate sobre os desafios de Campinas


Projeto quer ampliar o jornalismo como palco de discussões para uma sociedade melhor