Tecnologia

Campinas tem novos pontos de Wi Fi gratuito

Serviço atinge mais de 20 lugares na cidade, mas com reclamações de usuários

 

A Prefeitura de Campinas lançou novos pontos de Wi-Fi em julho de 2017 na cidade. Esses estão localizados na Lagoa do Taquaral, Estação Cultura, Avenida 13 de Maio e Terminal Central do Viaduto Miguel Vicente Cury e fazem parte do projeto Campinas Digital, um sistema de internet gratuita.

 

O Campinas Digital surgiu em 2009, como parte de um projeto da administração da cidade de políticas públicas que prevê aproximar o cidadão dos serviços e sistemas online oferecidos pela Prefeitura Municipal de Campinas – que são mais de 40 -, como consulta de IPTU, dívida ativa, vagas de emprego, medicamentos em postos de saúde, protocolos e informações do próprio portal da prefeitura. Além disso, os usuários também podem acessar outros serviços de interesse pessoal, como as redes sociais.

Segundo o engenheiro de telecomunicações do IMA (Informática de Municípios Associados), Marco Antônio Garcia, o serviço traz vantagens econômicas. “O usuário não consome seu pacote de dados e a administração municipal reduz filas, deslocamentos desnecessários e gastos com transportes ao utilizar os serviços públicos online disponíveis”.

Neste ano, o projeto atinge 24 pontos de Wi-Fi, que atendem áreas onde há concentração de pessoas, principalmente em pontos de ônibus, praças, centros de saúde e escolas municipais. Os usuários de acesso por mês passam de 1 milhão, de acordo com balanço feito pelo IMA em junho deste ano.

A reportagem checou o serviço na Lagoa do Taquaral – um dos novos pontos – e Largo do Rosário, Largo da Catedral e os pontos de ônibus da Francisco Glicério, que juntos reúnem mais da metade dos usuários/mês, de acordo com o mesmo levantamento em junho da empresa.

Ponto de ônibus na francisco glicério, área de sinal de Wi-Fi. Foto: Luiza Lanna

Destes pontos, os do centro da cidade estavam funcionando regularmente, mas com um pouco de lentidão, como afirmou o estudante Leonardo Correia. “O serviço está mais lento hoje aqui no Largo do Rosário, mas trabalho na Estação Cultura e uso muito, normalmente o serviço é muito bom”.

Leonardo Correia, usuário do Campinas digital. Foto: Luiza Lanna

Já na Lagoa do Taquaral, durante a noite, foi difícil encontrar sinal do Campinas Digital, tanto dentro como fora do parque. Gustavo Medrano é educador físico e frequenta o lugar diariamente, ele confirma, “fico no portão 5 e de lá nunca pegou e mesmo quando fui dentro do parque, no bonde e nas quadras, o serviço não funcionou”.

Segundo o assessor de Imprensa do IMA, Sidinei Flaibam, a cobertura na Lagoa do Taquaral só é feita em lugares com aglomeração de pessoas, “como a concha acústica, ginásio, caravela e pedalinho. Quando identificamos um ponto sem comunicação, um técnico é logo enviado ao local e o sistema é reparado. Não é pra ficar mais que um dia sem sinal”, afirma Sidnei.

No dia seguinte, após o contato com a reportagem, um técnico foi enviado a local para verificar a intensidade do sinal e o Wi-Fi, segundo o assessor de imprensa, estava funcionando normalmente.

Para utilizar o Campinas Digital é preciso fazer cadastro no site https://digital.campinas.sp.gov.br/ uma única vez. Porém, é necessário colocar login e senha sempre que for usar. Esse cadastro tem divido alguns usuários como Nicolas Santos, atendente da tradicional banca do alemão que fica no Largo do Rosário, um dos pontos de Internet. “Desisti de fazer o cadastro, pois era muito burocrático”.

Apesar da grande quantidade de dados pedidos, o utilizador só precisa, obrigatoriamente, cadastrar seu nome, uma conta de e-mail válida, seu CPF e a data de nascimento, além de escolher um nome para login e a senha. Após o entrar, o usuário pode usar por 45 minutos o serviço e, após isso, deve refazer o login.

A internet do Campinas Digital é de 1 Megabit por segundo e atinge até um raio de 90 metros do foco onde o roteador está, mas a qualidade do sinal varia de acordo com a quantidade de pessoas usando o serviço simultaneamente. Para o engenheiro Marco Antônio, o serviço precisa de monitoramento. “Os parâmetros estabelecidos para as redes da Prefeitura Municipal de Campinas estão sempre sob monitoração, a razão disso é que toda rede de dados de tempos em tempos deve passar por reestruturações uma vez que a tendência dos usuários e demanda por tráfego tende sempre a aumentar.”, finaliza. (orientação Rosemary Bars)

Pontos do Campinas Digital:

  1. Praça do Rosário
  2. Praça da Catedral
  3. Ponto de ônibus Pátio dos Leões
  4. Ponto de ônibus Benjamin Constant
  5. Parque Dom Bosco
  6. Prefeitura Municipal de Campinas
  7. Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes
  8. Centro de Saúde Jd. Capivari
  9. Centro de Saúde Jd. São Marcos
  10. Centro de Saúde Ernesto Sierra Hunovitch
  11. Centro de Saúde – Balão do Laranja/Pedro de Aquino
  12. Centro de Saúde – Santo Antônio
  13. Centro de Saúde – Pq. São Quirino
  14. EMEF Edson Luiz Lima Souto
  15. Hospital Municipal Mário Gatti
  16. Informática de Municípios Associados S/A – IMA
  17. Policlinicas II
  18. Emef Orlando Carpino
  19. Procon
  20. SMPDMR – Secretaria Municipal de Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida
  21. Lagoa do Taquaral
  22. Estação Cultura
  23. Avenida 13 de Maio

24.Terminal Central do Viaduto Miguel Vicente Cury

 


Veja mais matéria sobre Tecnologia

TI ganha destaque entre empresas da Unicamp


Empresas -filhas da Unicamp crescem 14% em relação ao ano anterior


Crescimento no mercado de aplicativos em Campinas


Na cidade, o aumento da demando por aplicativos foi de 29,24%


Jovens aderem aos aplicativos de carona


Aplicativos são uma alternativa para gastar menos e economizar


Aplicativos ajudam idosos e deficientes a usarem celular


CPqD Facilita promove a inclusão de idosos e deficientes no mundo virtual


Animais abandonados recebem microchips


Animais de rua de Campinas recebem microchips para facilitar o acompanhamento de adoção


Sistema digital reúne saúde, tecnologia e praticidade


Estudantes de Americana -SP desenvolvem carteira de vacinação digital



Pesquise no digitais

Siga – nos

Leia nossas últimas notícias em qualquer uma dessas redes sociais!

Campinas e Região


Trânsito em Campinas

Facebook

Expediente

Digitais é um produto laboratorial da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, com publicações desenvolvidas pelos alunos nas disciplinas práticas e nos projetos experimentais para a conclusão do curso. O layout foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE) da instituição. Alunos monitores/editores de Agosto a Dezembro de 2017: Breno Behan, Breno Martins, Caroline Herculano, Enrico Pereira, Giovanna Leal, Láis Grego, Luiza Bouchet, Rafael Martins. Professores responsáveis: Edson Rossi e Rosemary Bars. Direção da Faculdade de Jornalismo: Lindolfo Alexandre de Souza.

Assinar por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar e receber notificações de novas publicações por e-mail.