Economia

Mercado pet cresce para atender demanda

Em seis anos, foram abertos em Campinas 1.289 atividades comerciais variadas entre produtos de higiene até saúde do pet, de acordo com o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais. A cidade é a segunda do país em número de animais por imóvel, representando 56% das casas com algum tipo de animal de estimação.

Opções de roupas para pets são diversificadas. Foto: Mariana Brassanini

A proximidade e o vínculo dos proprietários com seus animais de estimação foi o fator que estimulou o aumento no consumo para esse setor. Tânia Castrequini, dona de um estabelecimento pet no bairro Barão Geraldo, diz que o aumento do investimento no setor tem gerado mais clientes e lucro para sua loja. “60% do lucro que tenho são em ração superiores às convencionais. As pessoas procuram linhas gourmetizadas”, diz. No total, 30% das vendas são em medicamento e 10%, nos demais itens da loja. Alessandra Borin não mede esforço para atender seus cachorros, na parte estética, com roupinhas, lacinhos, bandanas e perfumes. Considero eles membro da família”, diz proprietária de seis cachorros.

Alessandra Borin . Foto: Mariana Brassanini

Para cuidar do animal doméstico, é possível gastar até R$ 10 mil reais com procedimentos de saúde, segundo a médica veterinária Aline Godoy. Como alternativa para o pagar tratamentos, a médica implantou em sua clínica, planos de saúde que variam de R$ 53 a R$ 106 e incluem serviços básicos, como consultas, vacinas e exames laboratoriais para os bichos. “Muitas pessoas não vacinam seus animais anualmente ou não fazem exames de rotina por conta do alto preço que precisam desembolsar de uma só vez. Então, além de proporcionar um cuidado mais completo para o animal, um grande fator do plano foi disponibilizar parcelas que cabem no bolso”.

Banho é um dos serviços oferecidos em pet shop. Foto: Mariana Brassanini

 

 


Veja mais matéria sobre Economia

Cresce o número de e-books


Apesar da tecnologia, leitores preferem o modelo físico de livros


Americana tem queda no número de indústria têxtil


Números de industrias do setor representa 3,42% do total de empresas na cidade


Jovens encontram forma criativa para investir


Muitos jovens encontraram no empreendedorismo uma fonte de renda


Desemprego cresce cerca de 3% em Campinas


Desemprego aumenta na cidade e chega à 24.727 pessoas sem trabalho


Balança comercial da RMC tem déficit no primeiro semestre


Cidades da região importaram quase três bilhões de dólares a mais do que exportaram


Mudanças nas leis do home office começam em novembro


Reforma Trabalhista altera regras para quem trabalha em casa



Pesquise no digitais

Siga – nos

Leia nossas últimas notícias em qualquer uma dessas redes sociais!

Campinas e Região


Trânsito em Campinas

Facebook

Expediente

Digitais é um produto laboratorial da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas, com publicações desenvolvidas pelos alunos nas disciplinas práticas e nos projetos experimentais para a conclusão do curso. O layout foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Desenvolvimento Educacional (DDE) da instituição. Alunos monitores/editores de Agosto a Dezembro de 2017: Breno Behan, Breno Martins, Caroline Herculano, Enrico Pereira, Giovanna Leal, Láis Grego, Luiza Bouchet, Rafael Martins. Professores responsáveis: Edson Rossi e Rosemary Bars. Direção da Faculdade de Jornalismo: Lindolfo Alexandre de Souza.

Assinar por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar e receber notificações de novas publicações por e-mail.